“Le dur désir de durer” (Éluard):
A usina que te cria e guia
— uni-duni-tê, salamê minguê —
Te faz desejar, à luz da eternidade,
— um sorvete colorê — permanecer,
Depois de dormir, dormir, nada mais
— o escolhido foi você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s