Um país cinza e ocre

Meu país acorda cinza e dorme marrom.O filme nacional passa no Circo Trágico:Álacre coliseu povoado por carpideiras Leva carnavais evangélicos. Nas sociais,Sobreviventes rolam posts angelicais,E galeras distribuem flores sem perfume. É o gozar de coração. No país de meus paisVivem espécies híbridas — em vão, sociólogostentaram catalogá-las. Deslizam e voam Em ternos e tailleurs imaculados. […]

Read more "Um país cinza e ocre"

Aquele abraço

Quero compartir este abraço, hoje, com o leitor. Por retratar um instante belo, cheio, exemplar, de vida plena, penso que a força desse abraço, e tudo que ela cobre, conta e congrega, deva ser dividida* com quem também procura, há exato um ano, reconstruir um mundo fraturado. Não se pode, claro, reparar essa e outras […]

Read more "Aquele abraço"

O Santander e o patrocínio involuntário das artes

Depois de censurar, ou, como se diz, descontinuar a exposição Queermuseu em Porto Alegre, subjugado pela lábia moralista de neobrucutus, o Instituto Santander Cultural continua a prestigiar nossa vanguarda artística. Que não se diga o contrário. No caso que aqui se relata, é verdade, o estímulo às artes visuais se dá à revelia da instituição […]

Read more "O Santander e o patrocínio involuntário das artes"