“Serena”, bola fora de Ian McEwan

Acabei Serena, romance de Ian McEwan lançado “mundialmente” entre nós pela Companhia das Letras, como diz o selo colado à capa. Ainda não saiu no inglês original no país do autor, certamente porque nós, emergentes dos BRICs, já temos muito mais livrarias do que a grande Buenos Aires; trocadilhando, imbricamos de vez no primeiro mundo […]

Read more "“Serena”, bola fora de Ian McEwan"

Nervoase poate

Nervoase poate Ou versinhos quebrados à guisa dum adeus a Paulinho Werneck I push avante go popurudito (purutactatac) y vernizado tracatá — II guiar l’audace possible nel lustroso 5º andar — en todos los sitios de la malasaña Paulínia reforjar o (refogado) festGullar — III brindo a ti com mia acqua Araxá du vin avec […]

Read more "Nervoase poate"