Tag: 21 poemas

Raiva

"Nenhuma poesia in-/ Surgirá da presa/ A se debater/ Contra a queda/ Na movediça tarde azul;/ Sequer da dor,/ Se o poeta lograr/ Por sorte/ Desfazer o laço,/ Ao dar ao espelho/ A cara a tapa."

Ladainhas

"Que (tímida certeza) a morte/ Ou (lotérica flama) a sorte/ Não me aprontem o disparate/ Assim, de parte a parte,/ De me pegarem degredado,/ —Adúltero, exilado, renegado—/ Fora do leito da arte."

Anamnese

"Entre um dado e mil dados,/ No correr do sucesso/ De fatos e fotos,/ Enredado em destroços/ Do mundo encapelado/ Pós-tsunami do tédio,/ Já não me cabia/ Entre a dieta e o remédio,/ E me desavinha, naufrago,/ Na estranha paisagem estilhaçada;" (...)