Saiu!

Destacado

Para quem acompanhou no blog minhas crônicas de viagem e os capítulos do livro que adiantei em vários posts, aí está: acabo de parir o rebento, que se põe a chorar e a clamar por leitores como você.

O livro sai por meio do KDP, a ferramenta de autoedição da Amazon, disponível por enquanto apenas para os Kindles da marca.

Turismo cultural e literário na Europa – 65 Destinos: Propostas, Relatos e Diários de Viagem, o nome do livro, do meu livro de viagem, uma razão de ser deste blog.

Clique na imagem acima para chegar à página da Amazon, ou aqui, para ler uma apresentação.

Como sabe quem lê nessas caixinhas, o interessado pode baixar uma amostra grátis das obras em formato eletrônico, antes de se decidir pela compra.

Esta edição reúne minhas pesquisas, anotações, leituras e reflexões sobre o que chamo, humilde e modestamente, a arte da viagem, de 2005 a 2019.

Os textos mais recentes são crônicas de Copenhague, Berlim e Trieste, que adiantei aqui e depois atualizei e ampliei para entrar no livro.

Abaixo, compilo os destinos que surgem ao longo do trabalho em crônicas, ideias, diários e até poemas!

Predominam, como se pode ver, trajetos pela Espanha, Itália e Portugal. Mas as referências literárias, artísticas e históricas se espalham pelo continente.

Galícia

Trago o sabor do Urujo,
O musgo cor de mostarda
Nas pedras a amparar as Rías,
E o teu sol impresso,
Tal como sonhara;

Trago o semblante da mulher
Que me vende um Godello,
E o sorriso do velho
De jaleco branco atrás do balcão,
Tal como sonhara;

Tudo a dizer que éramos,
O que morremos
No deserto da desmemória,
No paraíso amarelo do presente,
Tal como sonhara;

Trago o conviver entre tempos
Sem muros, a transigência
Entre ontens e hoje a iluminar
As lâminas que formam viagem
E viajante, tal como sonhara;

Trago no corpo a terna transição
Entre Portugal e Espanha,
Tenho na carne o canto galego
E a beleza do Parque Alameda
De Santiago, tal como sonhara;

Trago a piscadela de Rosalía de Castro,
Aonde me levam camélias em flor,
Gerânios e jacintos,
Aura a cingir o colo da poeta-mártir,
Tal como sonhara.

[4/”21 Poemas” – 2015]

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Pôr do sol Rinlo, Lugo (Galícia), Espanha – Foto: José Fontan